Eficiência Hídrica em Edifícios e Espaços Públicos…

… O Caminho para a Gestão Sustentável da Água!!!

Archive for 12 de Março, 2012

Programa ECO.AP vai avançar em fase piloto

Posted by eficienciahidrica em 2012/03/12

E porque não para a Eficiência Hídrica???

O Ministério da Economia e do Emprego garantiu que o pograma ECO.AP vai avançar em breve mas, primeiro, numa fase piloto, estando já disponível para apreciação pública as linhas gerais do modelo.

O programa que foi lançado o ano passado tem como objectivo promover a eficiência energética na Administração Pública e  permitir ao Estado a redução da factura energética em 30% até 2020, nos respectivos serviços e organismos públicos, com a consequente redução de emissões de CO2. As economias energéticas serão potenciadas por contratos a realizar entre o Estado e as Empresas de Serviços Energéticos, especialistas em eficiência, previstos no Plano Nacional de Acção para a Eficiência Energética.

Está prevista a criação de um barómetro de Eficiência Energética para os edifícios do Estado e a contratação de Empresas de Serviços Energéticos (ESE), estimulando a economia através da actividade destas empresas ao abrigo de Contratos de Serviços Energéticos, regulados pelo Decreto-Lei n.º29/2011.

De acordo com a ADENE, na sessão foram dados a conhecer os primeiros resultados do piloto do Barómetro, o qual permitirá saber quanto e como se gasta, por forma a actuar de um modo mais enfocado em cada área, permitindo uma competição saudável entre entidades. Foi também anunciado que será colocada à discussão pública as linhas gerais do modelo de caderno de encargos-tipo e programa de procedimento-tipo do eco.ap e da melhor forma de participação das Empresas de Serviços de Energia neste programa.

A fase piloto do programa ECO.AP prevendo-se que abranja, até 2015, cerca de 300 edifícios e mais de 750GWh de energia, o que significa mais de 75 milhões de euros de factura energética. Ainda em 2012, será lançado o concurso para os primeiros 30 edifícios ou equipamentos do Estado, encontrando-se a Secretaria de Estado da Energia, em articulação com a DGEG – Direcção geral de Energia e Geologia, a ADENE – Agência para a Energia e outras entidades, a trabalhar já na montagem de diferentes instrumentos que apoiem a dinamização do programa.

Fonte: http://www.apea.pt/scid/webapea/defaultArticleViewOne.asp?categoryID=740&articleID=2260

Posted in Actualidade, Notícias | Leave a Comment »

Futuro da Água discute-se em fórum mundial

Posted by eficienciahidrica em 2012/03/12

Segundo um relatório do OCDE, publicado a 8 de março, é “primordial a utilização racional da água, da mesma forma que tarifá-la de maneira a desencorajar o desperdício”. O consumo de água no mundo deverá aumentar 55 por cento, até 2050, com o crescimento da população e o aumento da urbanização. A reunião trienal, que decorrerá até 17 de março, em Marselha, pretende drenar um largo afluente internacional, “a fim de servir como uma caixa de ressonância para promover a causa da água na agenda dos líderes mundiais”, afirmou Guy Fradin, vice-presidente do fórum e governador do Conselho Mundial da Água, instituição organizadora composta por 400 membros, públicos e privados.

“O fórum quer pressionar os governos para que entre eles falem sobre a água, porque é um assunto pouco discutido nas reuniões dos órgãos da ONU”, explicou o conselheiro para a Água do secretariado-geral das Nações Unidas, Gerard Payen. Segundo os últimos dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), no final de 2010, 89 por cento da população mundial, 6,1 biliões de pessoas, tiveram acesso a fontes melhoradas de água potável, superando o Objetivo de Desenvolvimento do Milénio para 2015. No entanto 2,6 biliões de pessoas ainda não têm acesso a casas de banho. Os fóruns anteriores concentraram-se sobre os problemas, ao passo que este promete soluções concretas. Em 2009, o fórum de Istambul não conseguiu incluir na sua declaração final a noção de “direito” ao acesso à água potável e ao saneamento, tendo sido depois reconhecido pela ONU em 2010.

A partilha da água, assunto de soberania dos Estados, tem sido um ponto de discórdia constante. Recorde-se que metade da água consumida por 15 por cento dos países vem do exterior. “Este ponto será fortemente apoiado pela França, mas é um assunto difícil para muitos países”, revelou o vice-presidente do fórum. “Vamos ver o que podemos conseguir. É necessário avançar com mecanismos de gestão coletiva”. Aproximadamente 20 mil participantes de 140 países são esperados no 6º Fórum Mundial da Água. Uma dezena de chefes de Estado e de Governo estarão presentes na abertura, que conta com a presença do presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso. A abertura será realizada por François Fillon, o primeiro-ministro francês.

Mais céticas estão uma centena de organizações não governamentais que irão realizar um “fórum alternativo”, a 14 de março, com dois mil representantes da sociedade civil vindos da Espanha, Alemanha, Estados Unidos, América do Sul e África. Eles acusam o Conselho da Água de “ser o porta-voz das empresas multinacionais e do Banco Mundial”. Nos seus trabalhos e discussões, vão exigir uma gestão pública, ecológica e cidadã da água e uma distribuição equitativa.

Fonte: http://www.fatimamissionaria.pt/artigo.php?cod=22649&sec=8

Posted in Actualidade, Eventos, Notícias | Leave a Comment »

Professor da UA apresenta práticas portuguesas de eficiência hídrica em edifícios no Fórum Mundial da Água

Posted by eficienciahidrica em 2012/03/12

«Water Efficiency in Buildings: The Portuguese Approach» é o título da comunicação que o Prof. Armando Silva Afonso, docente no Departamento de Engenharia Civil da Universidade de Aveiro (DECivil), apresenta, a 16 de março, numa sessão paralela ao 6º Fórum Mundial da Água, que se realiza em Marselha, entre os dias 12 e 17 deste mês. O especialista em eficiência hídrica da UA é o único português presente no evento.

O convite para esta conferência partiu do Projeto Europeu InsMed, que visa a estruturação de um cluster de eco design/construção, bem como a difusão de tecnologias inovadoras na região Euro Mediterrânica. O projeto é liderado pela Câmara de Comercio e Industria de Marselha (França), tendo como parceiros a Universidade do Algarve (através da Divisão de Empreendedorismo e Transferência de Tecnologia – CRIA), a Câmara de Comércio e Industria de Messinian (Grécia), a Universidade Politécnica de Barcelona (Espanha) e o Instituto de Desenvolvimento Social (Portugal).

A comunicação que o professor da UA apresenta em Marselha, dia 16 de março, reflecte as práticas portuguesas no domínio da eficiência hídrica em edifícios e está inserida na reunião final do InsMed, um dos muitos eventos paralelos ao Fórum Mundial da Água.

Ainda neste âmbito, importa recordar que muito recentemente o mesmo docente foi convidado pelo governo grego a acompanhar a implementação de um programa de gestão da água em edifícios. Numa primeira fase, a Grécia prevê implementar um sistema de certificação e rotulagem da eficiência hídrica dos produtos (como por exemplo chuveiros e torneiras), aplicáveis a dispositivos para edifícios públicos e privados.

Fonte: http://uaonline.ua.pt/detail.asp?c=23355

Posted in Eventos, Notícias | 3 Comments »

 
%d bloggers like this: